Educação é básico

 

Apesar de em nossos dias, para a maioria, o comportamento e valor das pessoas serem medidos financeiramente, continuo achando que o básico é ter educação.

Não importa se é o diretor da empresa ou a faxineira, não importa se está bem ou mal vestido, se é branco ou preto, homem ou mulher, todos merecem ser tratados com educação e, devem tratar a todos em torno com a mesma medida.

Tenho ódio quando vou a uma loja toda produzida e as vendedoras quase se matam pra me atender, quando na mesma, já fui menos arrumada e quase tive de implorar pra ser ao menos vista.

Já aconteceu com vocês? Chegar na loja e ficar plantada, quase dando frutos e as vendedoras nem te enxergarem. Passam de um lado pra outro mostrando mercadorias enquanto você mofa esperando. O máximo que você consegue é um olhar de nariz empinado e repulsa, e quando já cansada você pergunta sobre alguma coisa pensando que vai ser atendida a contento (porque a gente pensa que não foi vista ainda, inocentemente) a fulana diz que a peça é muito cara, custa X, "mas eu posso dividir pra você em 10 vezes pra ajudar".

Cara pra quem? Quem disse que preciso de ajuda? Preciso é ser bem atendida!

Se me encantar compro até o que não planejei e depois que me vire. Repare que muitas vezes não é uma alternativa de pagamento que ela está oferecendo, mas fala nas entrelinhas e com o olhar que você não vai poder levar se não for dividido a perder de vista.

Educação é o mínimo que se pode esperar, não é mesmo?

Já aconteceu comigo! Fui maltrada por fulaninhas que se achavam as tais por trabalharem na loja da moda, tinha intenção de comprar várias peças, mas saí de mãos vazias. Fui tão subestimada por estar mais relaxada com o visual, pois não sou do tipo que se maquia pra ir na esquina todos os dias, e muitas vezes, bato perna por aí de cara lavada, jeans e camiseta, sem nenhum glamour. E daí? Isso diminui meu direito de ser bem tratada? Afeta meu poder de compra?

Não. Isso é apenas um detalhe.

E quando volto a essas lojas com visual caprichado, de propósito, eu peço pra descer tudo que vejo e dou trabalho o quanto for possível pra preconceituosa, discriminadora, sem noção e sem educação que me trata com desdém na outra situação. Dá até vontade de não levar coisa alguma, só pra que veja: aparência engana e que independente disso, todas as pessoas merecem ser bem atendidas.

Comentários

Elaine Carvalho disse…
Infelizmente isso acontece muito, tem lojas que nem entro por causa disso...
Stéfanie disse…
Nossa, eu tbém odeio qndo vou a alguma loja e a vendedora faz cara de "bumbum" (pra nao ser mal educada rsrsr)ou te atende com a maior má vontade do mundo... Qndo isso acontece, mesmo morrendo por dentro saio sem comprar nada e ainda dou um jeito de alfineta-la, mas que isso é mto chato, isso é... Afinal querendo ou nao pagamos o salario delas, a loja so existe pq há clientes e nao importa como estejamos vestida, somos cliente...ufa desabafei rsrsrs...
Aproveitando, qndo puder de uma passadinha no meu blog, ta um rolando um sorteio do Magix da Avon, é a ultima semana... http://aiseeufosserica.blogspot.com
Um bjo
Edna Fadinha disse…
É horrível essa situação.As pessoas ficam obsecadas pela aparência (dinheiro) e deixam a boa educação de lado.Sendo que conheço muitas pessoas que andam super bem arrumadas e não tem um tustão e outras que andam simples e são cheios da grana.
As pessoas ainda não aprenderam a tratar todos iguais independente se são ricos ou pobres.
Bjs
Super concordo com vc e tb já passei (e ainda passo) muito por isso.
Já disse na cara dura que não levaria pq não estava sendo bem atendida, assim como já pedi que viesse outra pessoa mais educada me atender. O povo acha que tá fazendo favor pra gente, sendo que é exatamente o contrário.

Tá rolando sorteio lá no meu blog, flor!
Se quiser, dá uma olhada lá! ;)

Beeejo!
=*

Postagens mais visitadas deste blog

Paola Oliveira Fumando

Creme nota 10: Avon Solutions Cellu-Sculp Redutor de Celulite e Medida

KARI: muito mais que um vestido indiano