4 de abril de 2011

Vestido de formatura


Além dessa que escreve, mais alguém aí foi presenteado com um corpinho "normal"? Daquele tipo bem brasileiro, com curvas, peito, quadril, cintura fina, perna grossa e estatura mediana? Daquele que as modelagens e tendências na passarela parecem esquecer e tentar enquandrar no "padrão"? Pois bem, depois de tanto tempo convivendo com a dificuldade de encontrar aquela peça que veste como um luva resolvi desabafar.

Não gosto de precisar sempre mandar apertar minhas calças na cintura, pois as que talvez fiquem boas nessa região nem passam das coxas (qual o problema do mundo a confecção, hein? Vejo tanta menina passando pela mesma situação que já deviam ter um manequim menos "quadrado", não é?).

E as blusas ou vestidos acinturados? Quanta ilusão pensar que vão ficar ajustados! Mesmo quando a loja oferece ajuste ou recorro ao auxílio de  costureiras pra ajustar teima em ficar um papinho nas costas e a culpa da minha lordoze (eu sei!), mas será que é tão impossível ajeitar pra que eu fique bem na roupa?

Pior que essas coisas que já sei mesmo serem passíveis de acontecer e que até contorno bem (aprendi a fazer pequenos reparos) é a falsidade no atendimento da maioria das lojas por aí. Me irrita o papo de vendedora: "ficou ótimo!" e sobrando pano pra todo lado, "mas é assim mesmo!" e me sentindo insegura com sustentação do busto ou desacinturada pelo modelito, "é a tendência!" e tentando me fazer sair feito periguete, com tudo muito colado no quadril e pernas. Poxa, tenho espelho em casa!

Apesar de comprar roupa ser um prazer (adoroooo!) dependendo da importância da ocasião isso pode se tornar um filme de terror. Já viu como acontece: saimos pra almoçar e achamos tudo lindo, mas quando estamos ali com a necessidade de uma roupa especial, nada de bonito aparece.

Estava escolhendo meu vestido de formatura e passando por poucas e boas, até ouvir sobre o trabalho de um estilista mineiro que não faz roupas só pra modelos, mas tem peças e corte que valorizam as curvas, que escondem imperfeições e fazem sobressair o que orna mais as mulheres "reais". Claro que fui lá conhecer, né gente? Ricardo Melo!

O atendimento é um primor! Me senti cuidada com carinho e dedicação verdadeiros. Senti que toda a equipe estava ali com olhos e ouvidos bem atentos às minhas reações a cada modelo que via, as palavras ditas, às minhas descrições do que eu queria e procurava.

Ao chegar lá eu só sabia que queria uma cor forte pra contrastar com a brancura, e que queria algo que fosse acinturado, valorizando meu colo e alongando meu corpo. É claro que apesar de saber o que eu queria, ia vendo um modelo e outro e não gostava, ficava aflita, não escolhia, sequer experimentava. Após alguns minutos de conversa, apesar da minha falta de clareza me mostraram "o" vestido. E olha que lá só experimentei 2 antes, hein? E óbvio, depois do escolhido estava decidida e media os demais baseada nele, ainda tentei mais um, mas não conseguia desgrudar os olhos do meu escolhido.

Lindo! Do jeito que eu queria! Depois de uns ajustes (peito 44 pequeno, cintura 40 grande, 1 e 60 e poucos de altura precisa mesmo de ajuste - kkkk) ficou perfeito em mim, parecendo ter sido feito sobre o meu corpo, desde o início...

 Às fotos (oficiais) ainda não ficaram prontas e as que meus amigos tiraram não ficaram dignas da data, (a cor não é digna, pois a luz não ajudou) então continuem na expectativa dos detalhes que durante a semana vou mostrando cada pedacinho dessa belezura, ok? O que super indico e digo que vale mesmo o investimento é procurar o Ricardo, pode inicialmente dar a impressão de que será muito mais caro e tals, mas não é tão diferente dos preços que encontramos no shopping, com uma grande e adorável diferença, o vestido fica perfeito - realmente!

E vocês, também têm histórias de realização (ou frustração) com vestidos especiais? Conta pra gente! Beijinhos
Outro modelo do Ricardo Melo

2 comentários:

Pollyanne Marroques disse...

Nossa Vi, me identifiquei demais com seu post!
Pra mim é uma luta comprar roupas, "sofro" com a cintura fina, quadris largos, pernas grossas e compridas! Sempre tem algum problema, não passa nas "batatas", ficam curtas, largas na cintura...
O que mais odeio é quando me falam: "leve um tamanho menor e manda apertar?!" Peraí, eu não visto aquele número!!!
Passei pelo mesmo problema que você na minha formatura, resolvi com uma costureira mara que uma amiga me indicou, mas as calças jeans ainda são uma luta!
Também não consigo entender porque no Brasil, onde as mulheres são cheias de curvas as peças são tão quadradas! RS
Beijus!

Nana Nunes disse...

Nossa Vi, realmente a "verdadeira" mulher brasileira sofre na hora de comprar roupas né? Super desafio hahahaah

Mas que bom que vc encontrou um vestido que realçou tudo que vc tem de lindo! Quero muito ver heim?

beijos!