Lipoaspiração de Áreas Pequenas?


A lipoaspiração é uma técnica cirúrgica que consiste em retirar a gordura localizada de grandes áreas, por meio de cânulas de sucção (que me dão medo! Sério! Sei que me deixaria mais fininha, mas tenho medo mesmo.), e tem como principal objetivo a redefinição do contorno corporal prejudicado pelos chamados "pneuzinhos".

Quando este problema se apresenta em pequenas áreas do corpo (dobrinhas nas costas, por exemplo), será que vale a pena se submeter a uma cirurgia ou será que já existem técnicas mais modernas e atuais que ajudem a atenuar as ondulações e remoção dos excessos?

Eu adorei saber (informações de Dr. Aldo Toschi e Dra. Ursula Metelman) que posso ter resultados muito bons sem precisar de cirurgia, olha só como funcionam:

Laserlipólise e Criolipólise

Laserlipólise é um método invasivo de tratamento da gordura. Por meio do calor gerado por um a fibra óptica, a gordura é diretamente derretida. Os adipócitos destruídos são absorvidos pelo organismo ou o produto resultante pode ser lipoaspirado.

A fibra óptica é introduzida no tecido e, por meio do calor produzido, rompe-se a membrana dos adipócitos, derretendo a gordura de forma uniforme. O aquecimento promovido é repassado à derme e promove o skin tightening (retração da pele), sendo também indicada para o tratamento das áreas flácidas.
Os comprimentos de onda de laser que vão de 975 nm a 1064nm, têm grande afinidade pela água e oxihemoglobina, auxiliando na coagulação dos vasos sanguíneos, diminuindo o sangramento. Quando a água é vaporizada, gera-se calor que promove retração da derme ou "skin tightening", muito interessante em regiões como queixo duplo, abdomen, face interna de coxas e braços.

Como desvantagens, existem o risco de queimaduras e o custo maior agregado ao tratamento.

Criolipólise é uma técnica não-invasiva de tratamento e atua por meio do resfriamento da gordura corporal, destruição dos adipócitos e reabsorção pelo próprio organismo.

Coloca um aparelho no formato de um copo pequeno ou ventosa sobre a pele para extrair o calor do corpo gradualmente, até que os níveis de gordura subcutânea sejam congelados. Como a epiderme permanece dentro de uma gama de temperaturas normais (e também é fundamentalmente mais resistente ao frio), a pele permanece intacta. As células adiposas são extremamente sensíveis ao frio, por isso, o congelamento intenso e localizado causa a perda de adipócitos, pois a baixa temperatura provoca a desagregação de gordura por danificar as células que murcham ao longo do tempo. Por este mecanismo, a gordura que 'se solta' será naturalmente metabolizada pelo sistema linfático.

É indicada uma sessão, que pode ser repetida após três meses. O equipamento é produzido pela empresa Cutera, mas ainda não está disponível no Brasil (tomara que esteja em breve).

Qual a duração de cada procedimento? E a recuperação do paciente como é?
O tratamento pela Laserlipólise é em torno de uma hora, por região. No pós-operatório, aparece edema e dor leve, de menor intensidade do que na lipoaspiração tradicional. É feita anestesia local, introduzida uma fibra óptica de 2 mm em acrílico. O tratamento leva cerca de 40 minutos por região. A recuperação costuma ser muito satisfatória com o paciente voltando às atividades em 3 a 10 dias, de acordo com a área tratada.

Na Criolipólise o tempo é, em média, de 20 minutos por região, com leve dor na área tratada.

Qual a vantagem de cada técnica em relação a outros procedimentos para combater a gordura localizada?
Na Laserlipólise a vantagem é a rapidez em se obter os resultados desejados, e a confiabilidade dos resultados que são mais uniformes que as técnicas menos invasivas, como ultrassom e a eletroterapia. Outra vantagem é o fato de que o laser possibilita o aumento da temperatura da derme provocando o efeito de retração ou "thightenning", que reduz a flacidez cutânea. Pode ser usado também para melhora de irregularidades cutâneas (celulite) e para a redução de estrias mais largas, em áreas de maior acúmulo de gordura (abdome e coxas).

Fiquei muito afim de usar essas técnicas, principalmente a Criolipólise, que não é invasiva... é tratar agora (inverno) pra estar lindona no verão, não é mesmo?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Paola Oliveira Fumando

Creme nota 10: Avon Solutions Cellu-Sculp Redutor de Celulite e Medida

KARI: muito mais que um vestido indiano